A PATRICINHA MAL EDUCADA.


Imagem

Oi, meu nome é Lays tenho 19 anos, sou de uma tradicional família aqui de Belo Horizonte. Tenho uma vida muito boa, nunca faltou nada, moro em um dos melhores condomínios da cidade. Sou bissexual, curso Psicologia, faço muita festa, já fiz muita coisa louca. 

Cerca de dois meses, se mudou para condomínio uma família de Governador Valadares. Era um casal simpático, mas o que mais me chamou a atenção foi à filha deles. Nossa, era muito linda, corpo perfeito e um olhar provocante, quis fazer logo amizade com ela (claro com segundas intenções). Seu nome era Claudia, tinha 18 anos, mas um grave defeito. Era extremamente mal-educada, isso me irritava muito, mas ou mesmo tempo era excitante e um desafio de como a fazer ficar comigo. 

Certo dia convidei-a para uma festa de minha turma e para a minha surpresa ela aceitou. Fui buscar ela às 23h, descrevo a vocês que ela estava maravilhosamente linda, um vestido preto que realçava seus seios e sua bunda, que alias era perfeita. Com o sorriso no rosto ela me deu um beijinho e fomos para a festa. Ela estava muito simpática e disse que queria se divertir muito. 
Tinha bebido bastante, e lá pelas 5 da manhã vejo que a Claudia chorava, fui ver o que era, mas ela estava tão transtornada que me empurrou. Fiquei puta da vida e peguei-a e levei pro meu carro. 

Dentro do carro ela começou a me destratar falar um monte de bobagens. Perdi a cabeça e falei “Você é uma patricinha, mimada, chata que não se dá valor, acho que você tem que aprender muita coisa”, ela retrucou e disse “aprender com você o que?” pronto era o sinal e prontamente disse “isso!”, tasquei um beijão naquela morena, a beijei de uma forma fogosa, ela tentava se esquivar, mas aos poucos foi cedendo, colocando sua mão direita nas minhas coxas e beijando ainda com mais vontade. 

Paramos e rapidamente liguei o carro e fomos para o motel ali pertinho, chegamos lá, voltamos a nos beijar bem gostoso, levantava o vestido daquela linda, que coxas maravilhosas ela tinha, bundinha redondinha. A danada tirava minha blusa e caiu de boca nos meus peitos, sugava com vontade, mordendo deliciosamente, aproveitei e arranquei o vestido dela. Fiquei encantada e muito excitada com aquele corpo linda.

A Claudia foi se abaixando e caiu de boca na minha xana, nossa que língua ela tinha, chupava muito e eu gemia demais, parecia uma profissional. Ela se soltou muito e pediu para eu fica de quatro, pois queria lamber meu cuzinho, ela demonstrava cada vez mais que entendia do assunto SEXO, ficava molhadinha, rapidinho. 

Era minha vez de satisfazer à safada, entramos na banheira do motel nos beijando muito, ela se sentou na beirada, abri as pernas dela e cai de boca naquele xana linda, chupei modéstia a parte muito bem, a Claudia gemia muito e gritava, enquanto apertava meus peitos, fui subindo e chupei aqueles peitos maravilhosos dela, ela me travava com carinho, passando a mão no meu cabelo, apertava meus peitos e adentramos juntamente na banheira e nos beijando muito. 

O beijo dela era diferente, tinha amor, tesão. Fomos para a cama e fizemos um 69, espetacular, gozei ali, não tinha forças tamanho o tesão que eu estava era inevitável. 

Dormimos juntas e depois fomos pra casa, hoje temos namorados, mas transamos sem eles saberem. 

Via : A paixão do proibido e o caminho do prazer

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s