Entrega teu corpo e tua alma em minhas mãos


Imagem

Entrega teu corpo e tua alma em minhas mãos
E cuidarei de ti como a um lapidador apaixonado
E terei o privilégio de ver brilhar as várias facetas
Deste diamante bruto que se faz mais meu a cada olhar.

Conhecerei teus medos, anseios, credos e desejos,
E te despirei de todas as amarguras do cotidiano
Para que te sintas livre como o vôo alto de uma águia
E a alma plenamente cativa aos meus caprichos

Dá-me tua vida como a um livro a ser escrito
Te solta dos pudores, liberta-te dos tabus
Pois neste nosso palco não existem pecados,
E todas as palavras proscritas serão aqui permitidas.

Vou acalentar teu sono e zelar por tua noite tranqüila
Aninhar-te em meu colo e acariciar tua fronte
Desenhar teus traços e sorrir enquanto dormes
Pois és meu menino — lindo e inquieto como a um passarinho

Vou percorrer todo o teu corpo com minha alma,
E saborear tua pele macia com o toque de meus dedos
Extrair de ti todos os sabores e desejos proibidos
E me deixar perder plenamente em teus devaneios

E sob meu olhar, terno ou dominador, torna-te meu servo,
Ajoelha-te diante mim e respira meu perfume,
Aquece-te do calor que emana dos meus seios
Bebe do sumo perfumado que brota de meu ventre…

Liberta tuas fantasias ocultas entre minhas cordas,
Grita todas as palavras profanas com a mordaça entre teus lábios
Sinta o êxtase com as minhas mãos percorrendo teu corpo todo
E minha língua… demorando-se nas entranhas proibidas que adoras…

Sente as palmadas que aquecem vigorosamente tuas carnes
O vermelho rubro que embeleza e se espalha em tua pele
O formigamento que te provoca desejos incontidos
E o homem — lascivo e devasso a cada toque meu

Ouça o silvo do chicote que serpenteia no ar
Que lambe tuas costas e cria desenhos desencontrados
A minha voz… que te atira ao chão com uma ordem suprema
E te envolve e acaricia, como se fosse único em meu mundo.

E quando deixar-te sozinho na sala escura
Perdido em teus pensamentos e anseios
Saibas que estou aqui… ao teu redor o tempo todo
Contemplando teu semblante, tua beleza ímpar

Tente tocar sem alcançar meus lábios que roçam tua face
Sinta a respiração ofegante ao teu ouvido e o sussurrar da minha voz
Feche os olhos… o calor da vela beija sua tez estremecida
E minhas unhas circundam teus bicos enrijecidos

Serve-me com teu corpo e proporciona-me prazer indescritível
E te darei as estrelas que se curvarão diante de teus pés
Entrega-me tua alma para enlevar meu ser
E te darei meu mundo, para que percorras, e encontra-te a ti mesmo.

Seja meu menino, escravo, servo, cativo, Dono de mim
Pois me tornaste especial entre outras tantas
Tenha-me como tua menina, Senhora, Mulher, Rainha
Porque já tornaste o Homem do meu pedestal

Autoria :Rainha Nyfy Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s