Segredo e sensualidade


Segredo e sensualidade

Rola pela boca
O gosto
Líquido apurado
Teu gozo espalhado
Agasalha meu corpo
Na pele macia
Textura de pêssego
O apelo
Pede a mordida
Sente a tensão
Explode de novo
O tesão
Momento mágico
Iluminado
Olhares à luz de velas
Encontro silencioso
Emoção
Calados
Gemidos suspensos
Amantes se procuram
Se abraçam
Se sentem
Se prendem
Repetem
Beijos urgentes
Doçuras
Em mel misturados
Se amam
Se pegam em loucuras
Paixão…
– Cau Lanza –

beijs Dona Menina

Da Eterna Procura ..


Imagem

“Só o desejo inquieto, que não passa,
Faz o encanto da coisa desejada…
E terminamos desdenhando a caça
Pela doida aventura da caçada.”

Mário Quintana

Venha conhece nossa pagina no Facebook

https://www.facebook.com/ComoDizerQueQueroVoce

Também no tumblr:  http://comodizerquequerovoce.tumblr.com/ ( Sigo de volta)

Beijos Dona Menina …♥

Porque


Imagem..

…quando as pessoas se amam, fodem de verdade. É por isso que os filmes pornográficos são pouco convincentes. Não são suficientemente porcos, porque os actores não estão apaixonados. Quando há amor, há além. É possível foder como animais, com sinceridade, como só os seres humanos, quando querem entregar-se mais do que podem – e conseguem.”

[Miguel Esteves Cardoso]

Venha conhece nossa pagina do Facebook : https://www.facebook.com/ComoDizerQueQueroVoce?fref=ts

siga nosso Tumblr sigo de volta : http://comodizerquequerovoce.tumblr.com/

Beijos Dona Menina ♥

Entrega teu corpo e tua alma em minhas mãos


Imagem

Entrega teu corpo e tua alma em minhas mãos
E cuidarei de ti como a um lapidador apaixonado
E terei o privilégio de ver brilhar as várias facetas
Deste diamante bruto que se faz mais meu a cada olhar.

Conhecerei teus medos, anseios, credos e desejos,
E te despirei de todas as amarguras do cotidiano
Para que te sintas livre como o vôo alto de uma águia
E a alma plenamente cativa aos meus caprichos

Dá-me tua vida como a um livro a ser escrito
Te solta dos pudores, liberta-te dos tabus
Pois neste nosso palco não existem pecados,
E todas as palavras proscritas serão aqui permitidas.

Vou acalentar teu sono e zelar por tua noite tranqüila
Aninhar-te em meu colo e acariciar tua fronte
Desenhar teus traços e sorrir enquanto dormes
Pois és meu menino — lindo e inquieto como a um passarinho

Vou percorrer todo o teu corpo com minha alma,
E saborear tua pele macia com o toque de meus dedos
Extrair de ti todos os sabores e desejos proibidos
E me deixar perder plenamente em teus devaneios

E sob meu olhar, terno ou dominador, torna-te meu servo,
Ajoelha-te diante mim e respira meu perfume,
Aquece-te do calor que emana dos meus seios
Bebe do sumo perfumado que brota de meu ventre…

Liberta tuas fantasias ocultas entre minhas cordas,
Grita todas as palavras profanas com a mordaça entre teus lábios
Sinta o êxtase com as minhas mãos percorrendo teu corpo todo
E minha língua… demorando-se nas entranhas proibidas que adoras…

Sente as palmadas que aquecem vigorosamente tuas carnes
O vermelho rubro que embeleza e se espalha em tua pele
O formigamento que te provoca desejos incontidos
E o homem — lascivo e devasso a cada toque meu

Ouça o silvo do chicote que serpenteia no ar
Que lambe tuas costas e cria desenhos desencontrados
A minha voz… que te atira ao chão com uma ordem suprema
E te envolve e acaricia, como se fosse único em meu mundo.

E quando deixar-te sozinho na sala escura
Perdido em teus pensamentos e anseios
Saibas que estou aqui… ao teu redor o tempo todo
Contemplando teu semblante, tua beleza ímpar

Tente tocar sem alcançar meus lábios que roçam tua face
Sinta a respiração ofegante ao teu ouvido e o sussurrar da minha voz
Feche os olhos… o calor da vela beija sua tez estremecida
E minhas unhas circundam teus bicos enrijecidos

Serve-me com teu corpo e proporciona-me prazer indescritível
E te darei as estrelas que se curvarão diante de teus pés
Entrega-me tua alma para enlevar meu ser
E te darei meu mundo, para que percorras, e encontra-te a ti mesmo.

Seja meu menino, escravo, servo, cativo, Dono de mim
Pois me tornaste especial entre outras tantas
Tenha-me como tua menina, Senhora, Mulher, Rainha
Porque já tornaste o Homem do meu pedestal

Autoria :Rainha Nyfy Carvalho